24 de set de 2015

Entrevista com o craque do futsal Douglas Júnior

Douglas Júnior fala sobre sua carreira e porque abriu mão do sonho (Seleção Brasileira) em entrevista no nosso site. Douglas é natural Guamaré no ano de 1988 e seu nome completo é  “Douglas Junior da Silva Negreiros. 
Aldeir Torres - Com quantos anos você iniciou no futebol? 
Douglas - Iniciei minha carreira muito cedo, desde os dez (10) anos de idade, sempre tive o apoio da minha família, então ficou um pouco mais fácil de seguir em frente. 
Aldeir Torres - Lembra quem foi seu primeiro treinador? 
Douglas - Meu primeiro treinador foi Geovane, isso aconteceu em 1999,o qual me ensinou muito, ele tem uma grande parcela em tudo que estou vivendo hoje. 
Aldeir Torres - Você tentou ser atleta de futebol de campo? Por que não deu certo? Lembra quantas equipes já defendeu?
Douglas - Até meus 20 anos de idade, eu sempre tentava no futsal e no futebol ao mesmo tempo, só que a primeira oportunidade que me apareceu foi no futsal em 2009 quando fui pra o ABC, não tive como recusar e então deixei o futebol de lado. Eu defendi poucas equipes profissionais na minha carreira, ABC, Erapack e agora Kairat, antes tinha passado pelo próprio Guamaré e Fernando Pedrosa.
 
Aldeir Torres - Quais os títulos que já conquistou? E tem algum em especial? Qual? Por quê?
Douglas - Apesar da idade, já coleciono alguns títulos, acho que não tem um mais importante, todos foram de uma importância enorme, teve o da Copa do Nordeste pelo ABC, onde o clube já batia na trave há 5 anos, teve os 4 títulos da liga tcheca pelo Erapack clube que eu amo até hoje, mas se eu posso falar um mais importante, foi esse título conquistado recentemente pelo Kairat, a UEFA de futsal, onde estávamos jogando com a melhor equipe do mundo, o Barcelona. 
Aldeir Torres - Qual foi sua principal partida? Por quê? 
Douglas - Minha principal partida foi exatamente essa da final da UEFA contra o Barcelona, foi especial, importante, emocionante, ela foi a principal não só pela partida que fiz, mas por tudo que girava em torno dela, jogando com os maiores jogadores do mundo, os maiores clubes do mundo, então aquele dia ficou na história.
 
Aldeir Torres - Sabemos que a maioria dos jogadores geralmente elege um gol para marcar sua carreira. Para você existe algum gol em especial? 
Douglas - Tem o gol que fiz na semifinal da UEFA contra o Dina da Rússia, estávamos ganhando 5 a 4 na prorrogação e ai conseguir fazer o sexto gol, então ali deu uma tranquilidade a mais a nossa equipe para passar a final... Esse foi o gol mais importante da minha carreira. 
Aldeir Torres - Durante sua trajetória como jogador, já chegou a se arrepender de algo que tenha feito? Como, alguma proposta recusada. 
Douglas - Eu tenho comigo mesmo que tudo que acontece tem seu propósito, então não me arrependo de nada que fiz ou que não fiz, tudo aconteceu e acontece como Deus quer, sou grato a ele por tudo. 
Aldeir Torres - Hoje você (Douglas) se naturalizou Cazaque. Quem te fez este convite e o principal motivo pelo qual aceitou? Você não tinha o sonho de defender a seleção Brasileira? 
Douglas - O sonho de defender a seleção brasileira sempre existiu principalmente depois de ter sido campeão europeu esse sonho aumentou, mas eu tinha dado minha palavra, a naturalização já estava encaminhada, então já não tinha como voltar atrás. Estou muito feliz pelo novo desafio, espero corresponder à altura a confiança que todos depositaram em mim... Agradeço ao Kairat clube que jogo e ao Ricardo câmara Sobral, o Cacau. Finalizou.
Fonte - Blog J.BatistaEsportes.
Aldeir Torres
Aldeir Torres

Obrigado por visita.

Nenhum comentário:

Postar um comentário