23 de mai de 2015

Comissão organizadora da copa primo Fernandes precisa punir melhor.

A comissão organizadora do evento apurou os fatos e decidiu por unanimidade punir os atletas do Adese de Doutor Severiano. Na sentença da Comissão de Justiça da Copa Primo Fernandes, punida pelo episódio acontecido no domingo dia 17, naquela cidade. Ailton, Marcinho, Preto, Branco e Cosme. As punições foram atribuídas à equipe com perda do mando de campo da equipe na competição, o atleta Aílton não poderá mais jogar nessa edição caso a equipe consiga passar de fase, e os demais jogadores envolvidos pegarão duas partidas cada, sendo eles: Marcinho, Preto, Branco e Cosme. A equipe do ADESE foi punida com perda dos pontos sendo beneficiada a equipe do São Judas Tadeu pelo escore de 1 x 0. O que me chama atenção, é que não precisa essa punição, já que como o árbitro citou que tinha condições de jogo e que só não o fez por falta de tempo, Neste caso Ronaldo errou, pois se tinha condições de jogo como declarou, reunisse os dois clubes, e comunicasse que os outros atletas, neste caso Marcinho, Preto, Branco e Cosme também estariam expulsos por agressão. Depois dava o jogo por encerrado e a vitória e os pontos para o São Judas Tadeu, por não ter números de jogador insuficiente para continuar o jogo. Por esse motivo que não vejo a decisão da comissão organizadora como uma punição em entregar os dois pontos ao clube visitante. Outra, estamos falando de agressão, para mim ato covarde ao Senhor Ronaldo, onde as penas deveriam ser mais rígidas até pela importância que a copa primo Fernandes, representa para nosso RN, Na minha modesta opinião as punições deveriam ser mais séria e ter eliminados todos envolvidos da competição deste ano, e no mínimo três edições da copa primo Fernandes, neste caso voltando a participar da competição, somente em 2018. Outra coisa ERRADA pra punir atleta e clube precisa os envolvidos estarem presente, para terem a chance de se defender e agir de maneira mais rápida, nas decisões no meu modo de ver até quarta-feira já que as coisas aconteceram num domingo. Por exemplo, o clube Adese não sabe se terá tempo suficiente para juntar os atletas para o jogo de hoje á tarde.
Em relação ao jogo em Riacho Santana a comissão usou dois(02) peso e duas (02) medidas, se o jogo foi interrompido, e não teve condições de continuar, houve uma infração, né isso? Mais a pergunta é, cadê a punição?.  Tanta punição lá e aqui nada. Se o árbitro Washington Luiz relatou em súmula que os atletas Paulo Rogério e Missa, revoltados com a marcação de pênalti contra a seleção Santanense, incentivou os torcedores a invadirem o campo, onde um deles agrediu um dos seus auxiliares. Se houve agressão tinha que haver punição, e não deixar impune como fizeram neste jogo Sobradinho e Riacho de Santana. Na minha modesta opinião a comissão usou dois (02) pesos e duas (02) medidas, TUDO no jogo em Doutor Severiano e NADA em Riacho de Santana. 
Pra finalizar a mesma punição aplicada dentro da lei que foi efetuada ao Adese (Dr Severiano) era para ter sido aplicada ao Riacho de Santana quem acabou com o jogo lá foi atletas do Riacho unido com a torcida e não usaram o mesmo critério para punir quando na realidade o regulamento é claro, a infração é para a equipe infratora independente que ele seja ou não mandante de campo no caso a Seleção de Riacho de Santana que foi absorvida de todos os atos sendo semelhante ao de Dr Severiano. Ou eu estou errado, amigos leitores?
Aldeir Torres
Aldeir Torres

Obrigado por visita.

Nenhum comentário:

Postar um comentário