25 de ago de 2014

Aldeir Torres - Clubes cariocas na série A.

Todos os clubes do Rio venceram. 


A sorte começou a sorrir para o Rio no sábado, quando o Botafogo derrotou a Chapecoense por 1 × 0, com um golaço de placa de Cachito Ramirez. O chute, a potência e, sobretudo a trajetória da bola, transformara o gol em obra de arte e para completar tudo, representou a vitória, ou seja, mais três pontos na conta do Botafogo. Maravilha total!


Fluminense (Domingo)


Neste domingo, o Flamengo e Fluminense jogaram simultaneamente, e não vi o jogo do Flu. Estava narrando o Flamengo. Mas acabo de ver os gols do tricolor e se estava feliz com a vitória, fiquei ainda mais com a bela feitura deles, que deram ao Fluminense um gás para entrar de volta no G4. Por hora está em quinto lugar.

Flamengo


Jogando em Criciúma-SC, contra o time do mesmo nome, o Flamengo mostrou que pode não só sair da lanterna como saiu, como mostrar cara de time grande que é. O maior de todos em torcida, e o mais guerreiro quando quer seus objetivos e tem a massa ao seu lado. mais um mérito de Vanderlei Luxemburgo, cuja meta era ganhar a metade dos jogos e atingir o propósito do seu trabalho em 2014, que era evitar o rebaixamento. São quatro vitórias seguidas e a quinta em 6 jogos, numa marca que não deixa dúvida sobre o atual momento do Flamengo. Claro que a caminhada é difícil e complicada, mas pelo menos parou aquela coisa chata de perguntar a toda hora se ia cair.


Neste domingo, o Flamengo trocou chumbo com o Criciúma, mas teve mais qualidade no primeiro tempo que acabou com 0×0 no placar. Muito embora o Flamengo, mais efetivo, tenha mandado na trave com Marcelo e no travessão com Léo Moura. Segundo tempo às coisas seguiam no mesmo rumo e entraram Eduardo da Silva e Mugni. Pronto! O Flamengo ficou mais funcional e o aproveitamento com Eduardo da Silva é sempre muito positivo. Ele colocou o Mugni na cara do gol, e quando o gringo começou o movimento para mandar na rede, levou uma tesoura de João Victor. O agressor foi expulso e Mugni cobrou e converteu o pênalti, aos trinta e dois (32). Mais tarde. Lá pelos trinta e seis (36) para trinta e sete (37) minutos, Eduardo da Silva mandou na rede, sem intermediários. Que jogador exato para o Flamengo esse cara!
Aldeir Torres
Aldeir Torres

Obrigado por visita.

Nenhum comentário:

Postar um comentário