8 de jul de 2014

Aldeir Torres - Na véspera das semis, técnico alemão mostra precaução com violência brasileira.

Podemos ganhar na bola


O técnico da Alemanha, Joachim Low, sacou sua metralhadora e disparou contra a seleção brasileira: está jogando de maneira violenta, ameaçando a integridade física dos adversários. O jogo Brasil 2×1 Colômbia foi, segundo o técnico alemão, uma carnificina e esse modo de jogar vai acabar com os neymares, messis, gotzes do futebol, ou seja, com o talento. Joachim Low exagera, mas não deixa de ter uma certa razão quando critica a mudança de atitude da seleção brasileira. Ao invés de arte estamos empregando força. Ao invés de dribles, faltas. O jeito Felipão de jogar, parando as jogadas, aproxima o Brasil do futebol africano, ou dos sulamericanos de menor capacidade técnica. O Brasil cometeu 96 faltas nesta copa, contra 57 faltas da Alemanha. Números irrefutáveis.

Se exigimos que os árbitros protejam Neymar, também devemos fazer o mea culpa e admitir que Fernandinho, Luiz Gustavo e David Luiz andaram ameaçando a integridade dos adversários. Não é necessário jogar de modo viril para ganhar a Copa. Aplicação tática não exige violência.

Marcelo, Oscar, William, Daniel Alves, Bernard são todos jogadores habilidosos, capazes de fazer brilhar o futebol da seleção brasileira contra a Alemanha. Podemos marcar Schweinsteiger, Ozil, Muller, Lahm sem dar pontapés. É isso que a torcida brasileira quer ver acontecer no Mineirão.
Aldeir Torres
Aldeir Torres

Obrigado por visita.

Nenhum comentário:

Postar um comentário