24 de jul de 2014

Aldeir Torres - Copa do Brasil (Frasqueirão) em Natal RN.

Em pênalti duvidoso, Rodrigo Silva salva o time da casa


ABC e Novo Hamburgo se enfrentaram no Frasqueirão pela terceira fase da Copa do Brasil. A torcida já estava impaciente, mas vitória veio nos minutos finais para a equipe da casa. O jogo teve ainda um jogador da equipe gaúcha expulso. O técnico Zé Teodoro estava impaciente no banco de reserva, tentou mudar o esquema, os jogadores e o ânimo da equipe, mas só pode dar alegria para a torcida com a ajuda do árbitro. O ABC volta a concentrar agora na Série B do Campeonato Brasileiro. A partida em Natal começou morna. As equipes foram a campo com tônicas diferentes: a equipe da casa para confirmar o favoritismo e os gaúchos afim de surpreender. Em um meio de campo congestionado, o Novo Hamburgo viu o ABC trocar passes na espera do contra-ataque. A partida foi ter a primeira grande emoção só no final da primeira etapa. Rodrigo Silva, aos 41 minutos, cabeceou forte, em um belo lançamento de Renato. Poucos minutos depois, nos acréscimos, o Noia quase abriu o placar. Em uma cobrança de falta, Giovan soltou a bola dentro da área e Gilmar afastou o perigo.


Na saída para o intervalo, o técnico Zé Teodoro analisou a equipe gaúcha. "O adversário está buscando as laterais, é um jogo truncado. É um jogo de paciência. Estamos ansiosos demais para fazer o gol. Precisamos acertar o passe no final", afirmou. No vestiário, o treinador do ABC, se não mexeu na equipe, mexeu no ânimo dos atletas. Os jogadores do O Mais Querido voltaram para a partida ainda mais ligados. Aos 10 minutos, Daniel Amora faz bela jogada, lançou na grande área e Gilmar perdeu uma grande chance de abrir o placar. Com o erro, Zé Teodoro tirou o atacante (Gilmar) e promoveu a entrada de Lúcio Flávio. Já no primeiro lance, o jogador fez um belo lançamento para Rodrigo Silva, mas a zaga cortou no último instante. Com o crescimento da equipe natalina, o Novo Hamburgo limitou-se a defender e esperar a chance de bola parada. Em um escanteio do time gaúcho do lado direito, Afonso mandou para a área de Gilvan, a bola sobrou e Peixoto bateu forte, assustando o goleiro e a torcida presente. O jogo voltou a ficar morno, e o técnico do time abcdista foi perdendo a paciência com a equipe. Zé Teodoro tirou os meias Júnior Timbó e Xuxa, para entrada de Somália e o atacante João Paulo. A torcida foi ficando impaciente com a equipe da casa, que não encontrava o caminho para balançar as redes. O Novo Hamburgo continuou com a sua proposta de se defender, mas levou muitos cartões amarelos – três ao total.


A partida foi se encaminhando para o final sem gols. O árbitro assinalou três minutos de acréscimo e foi aí que a emoção começou. No minuto final, literalmente aos 48 do segundo tempo, o árbitro assinalou pênalti em um lance que a bola tocou na mão do zagueiro Fred. Os jogadores da equipe gaúcha reclamaram muito, teve um princípio de confusão, mas Rodrigo Silva não tinha nada a ver com isso, foi lá e colocou a bola no fundo do gol, para delírio da torcida. Uma bela cobrança de penalidade. Depois do gol, o árbitro Paulo Henrique Schleich gostou do jogo e expulsou Lucas Santos, por reclamação. A partida foi até os 50 minutos, depois de muita discussão, o fim de jogo. O ABC conquista a vitória em casa e aguarda o jogo de volta. Sábado a equipe natalina entra em campo pela Série B, fora de casa, diante do Paraná.

Próxima partida


Novo Hamburgo e ABC entram em campo novamente pela terceira rodada da Copa do Brasil na próxima quinta, às 19h30, lá no Rio Grande do Sul, casa do time gaúcho.
Aldeir Torres
Aldeir Torres

Obrigado por visita.

Nenhum comentário:

Postar um comentário