17 de jul de 2014

Aldeir Torres - Campeonato brasileiro. Série A

O São Paulo tenta entrar na moda do bom futebol


Parada para a Copa do Mundo, mini-férias, viagem para a Disney, muito período para treinar. Era grande a expectativa para ver se o São Paulo voltaria diferente depois de mais de um mês sem jogar. E voltou. Talvez inspirado pelo futebol no Mundial o time se pôs a tocar a bola, buscar espaços, ter jogo construído pelos volantes. Tentou e conseguiu jogar bem. Principalmente no primeiro tempo. O São Paulo entrou na moda e isso é extremamente positivo. Com Ademilson e Osvaldo abertos, Allan Kardec jogando bem dentro da área e também com qualidade para sair e abrir espaços, mas especialmente com Souza e Maicon buscando muito jogo com a bola nos pés. Em 20 minutos já vencia por 2 a 0, envolvia o Bahia e não deixava o time da casa jogar.Terminou o jogo com 448 passes, segundo o Footstats. A média do time nas primeiras nove rodadas era de 342. A média do campeonato 309. Para padrões do futebol brasileiro, o time tocou muito, muito mais que o normal.


A questão é que o jogo não pode ser apenas isso. No segundo tempo, tentando jogar de forma parecida, perdia muitas bolas e dava o contra-ataque ao Bahia. Faltou controle, mais paciência para procurar espaços, dar um passo atrás com a bola, atrair a marcação e buscar o jogo em espaço. Em um momento, o segundo tempo ficou um jogo de lá e cá. Desnecessário para um time que vencia por 2 a 0 fora de casa. O Bahia atacou e levou mais perigo do que deveria. Foi apenas o primeiro jogo e o que faltou pode ser aperfeiçoado rodada a rodada. Até porque Luís Fabiano e Kaká entrarão no time e a formatação tática deve mudar.

O mais importante é que o namoro com a bola não seja perdido na primeira adversidade. O São Paulo que ousa a entrar na moda não pode ter só uma boa roupa. Se tiver várias peças, sempre será possível variar e estar bem vestido. Futebolisticamente, é preciso repertório para jogar sempre assim e conseguir resultados. É possível jogar bem e ser competitivo, não é evitando perder e torcendo por uma jogada de gol que se faz o melhor futebol para se assistir. Muito menos o mais moderno.


O São Paulo foi muito bem na primeira partida e se a ideia é jogar esse futebol de bola no chão, ainda há um caminho a ser percorrido. Tomara que os jogos da Copa inspirem Muricy Ramalho e outros treinadores a buscarem esse tipo de jogo mais vezes. Não só por uma noite. E que não pensem que já está bom. Contra o Bahia o São Paulo mostrou o início de algo que pode ser muito bom. Veremos o que o tempo vai mostrar desse time.
Aldeir Torres
Aldeir Torres

Obrigado por visita.

Nenhum comentário:

Postar um comentário