14 de jul de 2014

Aldeir Torres - Abrindo o jogo.

Viva o País do futebol!


Viva o país do futebol! Viva quem tenta jogar bem a todo o tempo e que escolhe ir pra cima dos adversários. Viva o país da seleção que tem volantes que saem para jogar e gostam de ter a bola, viva os meias que definem jogos e são escalados para atacar, viva os atacantes goleadores e viva um goleiro super decisivo. Viva o time que só escolhe o chutão se for o último caso. Viva o país do maior artilheiro da história das Copas, do título com o melhor ataque da competição!


Viva o país do jogador carismático que se encantou com tudo que viu e fez questão de registrar. Viva os jogadores que interagiram com índios, cantaram hino, vestiram camisa, aproveitaram a estadia e que se integraram em uma comunidade humilde em um rincão do Brasil. Viva o país em que os estádios estão sempre cheios. Viva a taxa de ocupação das arenas que chega a 95%. Viva a cerveja que pode ser consumida pelo torcedor que vai assistir aos jogos. Viva o país onde por mais que um clube grande se sobressaia, é onde existe a melhor divisão de dinheiro entre as equipes nas grandes ligas. Viva a tentativa de ter primeiro um futebol forte para depois ter uma seleção forte. Viva os bons gramados, os bons horários e a boa educação. Viva os dirigentes que se interessam em melhorar o futebol e não apenas satisfazer vaidades pessoais. Viva quem se perguntou qual era a melhor forma de ganhar. Viva quem trabalhou por isso.


Viva a Copa do Mundo. Viva quatro mata-matas e sete jogos em um mês. Viva um torneio que pode ser injusto e traiçoeiro. Viva porque não foi. Viva a vitória do melhor. Viva a Alemanha, campeã, forte, inteligente, orgulhosa e inspiradora. Viva!
Aldeir Torres
Aldeir Torres

Obrigado por visita.

Nenhum comentário:

Postar um comentário