2 de set de 2013

Aldeir Tôrres - Política

José Agripino em situação incômoda
O presidente nacional e regional do DEM, senador José Agripino Maia, está enfrentando uma situação incômoda. De um lado, deseja permanecer ao lado do PMDB para manter a aliança que fez com o partido em 2010, onde saiu candidato ao senado em dobradinha com Garibaldi Alves Filho; do outro lado, não pode abandonar a única governadora do seu partido - Rosalba Ciarlini. Agripino já disse que se Rosalba disputar a reeleição será a sua candidata. E como ficaria o PMDB?

Procurado pela nossa reportagem para comentar a saída do PMDB do governo, o senador José Agripino,  foi lacônico e comentou apenas que fez o possível para evitar rompimentos políticos dos partidos que atualmente integram a base aliada do governo esta-dual.  "Eu fiz o que pude. Lamento. Há quatro meses, fizemos uma indicação conjunta, o DEM, o PMDB e o PR. Isso é público. Agora, não tenho mais o que fazer".

Sobre sua possível candidatura ao governo, em substituição a governadora Rosalba Ciarlini, que não disputaria a reeleição, Agripino afirmou: "Minha candidata é Rosalba. Resta saber se ela é candidata. Mas mantenho minha condição de antes, de apoiá-la como sempre fiz".

E quando indagado se a governadora decidir que não será candidata, qual seria a posição do DEM, o senador José Agripino respondeu: "Não cogito essa hipótese. Em função da posição que ocupo no cenário do DEM”. 
Aldeir Torres
Aldeir Torres

Obrigado por visita.

Nenhum comentário:

Postar um comentário