2 de set de 2013

Aldeir Tôrres - Natal RN

Agências do Banco do Brasil em Natal estão inoperantes desde o apagão elétrico de quarta-feira
A situação dos serviços bancários na capital potiguar está ainda mais complicada do que se observa normalmente. Duas agências do Banco do Brasil em Natal, localizadas no Centro de Convivência da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e na avenida Afonso Pena, no bairro de Petrópolis (Agência Estilo), estão fechadas e com os serviços suspensos desde semana passada. Nem os caixas eletrônicos (auto-atendimento) estão funcionando.

As atividades foram interrompidas após ambas as agências registrarem incêndios em suas salas de comunicação. A causa do ocorrido teria sido uma sobrecarga no sistema de força do Banco após a interrupção no fornecimento de energia elétrica em toda a região Nordeste, na última quarta-feira (28). Segundo informações divulgadas pela instituição bancária, os incidentes ocorreram nas salas do serviço online, danificando os computadores-mãe, que distribuem os sinais para os demais equipamentos eletrônicos.

O gerente de administração da superintendência do BB em Natal, José Ribamar Júnior, explica que a falha também chegou a atingir a agência Câmara Cascudo, no Centro Administrativo, além das unidades da Afonso Pena e do Campus central da UFRN, mas que a ação rápida dos bombeiros impediu maiores estragos. “Nas duas agências que estão inoperantes, o incêndio destruiu as salas de comunicação quase que completamente. Foi muita sorte, não termos perdido a totalidade das estruturas. A do Centro Administrativo foi salva graças à pronta intervenção do Corpo de Bombeiros”, conta.

De acordo com o gestor, existem previsões de que o funcionamento nos locais atingidos esteja restabelecido até, no máximo, a próxima semana. “Temos uma projeção de que tudo volte ao normal até semana que vem. Na realidade só estamos aguardando que a empresa de telefonia responsável por toda essa parte de comunicação venha refazer as instalações, então as atividades do Banco poderão voltar a ser realizadas”, comenta Júnior.

“O caso menos grave foi o de Petrópolis, onde, com alguma sorte, poderemos voltar à operação até esta quarta-feira. No campus, o incêndio inutilizou totalmente a central de comunicação, então deve demorar mais até que tudo volte ao normal por lá”, finaliza o gerente de administração.

A exemplo de outras instituições que funcionam no local, como Caixa Econômica Federal, Santander e Credsuper, o Banco do Brasil no Centro de Convivência atende principalmente servidores e a comunidade acadêmica da Universidade. A Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas da UFRN (Progesp) confirmou o pagamento dos servidores para amanhã (3), segundo dia útil do mês, como é realizado de maneira habitual.

Enquanto a situação não se resolve, a orientação para os clientes que são servidores da Universidade Federal foi que procurassem a Agência Setor Público, situada à Avenida Miguel Castro, no bairro Lagoa Nova, para realizarem as suas ordens bancárias.

O estudante de Ciência e Tecnologia Zandor Simões compareceu à agência do Campus na manhã de hoje (2) para tentar sacar dinheiro, pois precisava organizar as despesas do mês e fazer alguns pagamentos, mas ficou sem alternativa, com a inoperância da unidade bancária. “Nem estava sabendo que tinha acontecido isso, agora não sei como vou fazer, pois preciso desse dinheiro antes do meio-dia.

Tomara que dê tempo de ir até o Natal Shopping resolver isso e voltar, senão vou me prejudicar. É um transtorno, mas também não podemos culpar o Banco, se o problema foi por conta do apagão. Nos resta aguardar”, resignou-se.

Na realidade, caso as demais estruturas do Banco do Brasil nas proximidades estivessem funcionando a contento, o estudante nem precisaria de todo esse deslocamento para conseguir fazer o saque, pois o prédio da reitoria da instituição de ensino conta com um caixa eletrônico do BB. O problema é que, desde o arrombamento da máquina, em abril desse ano, o equipamento também não funciona.

Funcionários da Reitoria comentam que no mês passado uma equipe da instituição bancária esteve no local para fazer a troca do caixa danificado por outro, mas não instalou o sistema nem abasteceu com dinheiro.
Aldeir Torres
Aldeir Torres

Obrigado por visita.

Nenhum comentário:

Postar um comentário