20 de set de 2013

Aldeir Tôrres - Flamengo

Lá se vai o “Mermão”

Quando o gaúcho Mano Menezes, de trabalho vencedor no Corinthians Paulista foi anunciado como novo técnico do Flamengo, a maior torcida do País comemorou. Não era pra menos, afinal tratava-se do ex-técnico da seleção que se impôs um pequeno exílio no futebol até aceitar o desafio de dirigir o Flamengo. E lhe deu um apelido bem carioca. Quatro meses depois, “Mermão” Menezes anuncia que vai embora, sem mais, nem menos.

Mano explica: não conseguiu fazer o time entender sua proposta de trabalho. Como poderia? A cada jogo uma escalação diferente! Duvido que alguém possa definir o esquema de jogo do Flamengo. Elias um dia é segundo volante, no outro joga mais adiantado. Paulinho já foi meia direita, meia esquerda e lateral direito. Qual é a dupla de zaga titular? Rafinha e Nixon já são realidade ou não passam de promessas? Moreno ou Brocador? Onde joga o canhoto Carlos Eduardo: na ponta direita? E André Santos é lateral ou meia? 
São muitas as perguntas para quem ousa escalar o time titular do Flamengo. Mano é técnico de ponta do futebol brasileiro, mas não se achou no Flamengo. “Oscilar” foi a palavra que mais usou para classificar as atuações do seu time. E depois de uma derrota como essa para o Atlético-PR, quando jogou 20 minutos encantadores e 70 minutos apavorantes, dava para adivinhar o que falaria na entrevista coletiva.

A diretoria do Flamengo, pega de surpresa, agora terá que decidir se vai optar por um técnico de ponta (Abel Braga, Paulo Autuori) que custa caro, ou um técnico caseiro (Andrade, Joel, Jaime) bem mais barato. A decisão tem que ser pensada, mas rápida.
Aldeir Torres
Aldeir Torres

Obrigado por visita.

Nenhum comentário:

Postar um comentário