28 de set de 2013

Aldeir Tôrres - Entrevista

 Isadora Williams
A Patinação Artística é um esporte que sempre chama atenção nas Olimpíadas de Inverno por sua plástica. Aqui no Brasil não é diferente, entretanto o país nunca teve um representante na modalidade em Jogos Olímpicos. Mas essa história pode mudar com Isadora Williams, 17 anos, que nasceu e treina nos Estados Unidos, mas possui nacionalidade brasileira e compete por nosso país.

A vaga em Sochi ficou muito perto no Mundial de Patinação Artística 2013, realizado no Canadá e que forneceu 24 vagas para Sochi 2014. Isadora ficou na 25ª posição. Mas a atleta ainda tem mais uma chance de classificação, será no Nebelhorn Trophy, realizado entre os dias 25 e 28 de setembro em Oberstdorf, Alemanha, e classifica seis atletas para os Jogos Olímpicos do ano que vem.

Entrevistamos a jovem brasileira que busca fazer história no esporte nacional, que comenta sobre seu início na patinação, expectativas para a competição na Alemanha e planos para o futuro:
O que te motivou a iniciar na patinação artística?

Eu comecei fazendo aulas de patinação em grupos, eu só tinha 5 anos de idade e daí por diante nunca mais quis fazer outro esporte. Os meus pais tentaram me colocar em outras atividades mas eu sempre pedia para voltar para a patinação.

Com apenas 17 anos, como você faz para conciliar os estudos com o esporte de alto nível?

Sinceramente gostaria que meu dia tivesse mais horas. O ano escolar esta terminando esta semana e conciliar estudo, provas e treinos é muito difícil, mas a vida de atleta é assim mesmo. A minha escola Briar Woods e os meus professores estão na torcida por mim e eles  me ajudam muito.

Como está sendo sua preparação e qual sua expectativa para o Nebelhorn Trophy, em setembro?

Estou treinando intensamente. Estou muito feliz com o meu novo programa curto. É um tango que se chama Dark Eyes, a coreografia é da Danielle Rose. Eu quero muito conquistar esta vaga olímpica para o Brasil.

Como você vê sua situação em relação à classificação para os Jogos Olímpicos de Sochi 2014? 

Estou me preparando muito para fazer uma boa apresentação e conseguir esta vaga.

Com sua experiência no Campeonato Mundial e com atletas de países tradicionais já classificados, Isadora se mostra otimista para a disputa do Nebelhorn Trophy: 

A experiência que eu tive no Mundial de estar entre as melhores patinadoras do mundo foi muito gratificante, esta experiência aumentou o meu desejo de aperfeiçoar mais o meu treino, os meus programas e saber que eu tenho mais uma chance de conseguir esta vaga no Nelbelforn Trophy.

Vendo seus últimos resultados no Campeonato Mundial (25ª posição), Campeonato Mundial Júnior (três participações, sendo sua melhor a 16ª colocação), Golden Spin of Zagreb (medalhista de bronze) e U. S. Classic (5ª colocação), qual sua avaliação quanto ao seu desempenho nessas provas e quais suas expectativas para o futuro?

De uma maneira geral foi bom, mas ainda existe muito trabalho pela frente como dominar o nervosismo, conseguir fazer um programa sólido e executar numa competição meu triple Lutz+ triple toe.

Questionada sobre planos ainda mais distantes, como as Olimpíadas de Pyeongchang em 2018, Isadora Williams fala: 

Eu ainda não tenho planos para isso, mas participar de uma Olimpíada é o sonho de todo atleta.

Como você vê a situação atual do Brasil em relação aos esportes de inverno?
O Brasil tem um potencial enorme. Existe esta nova geração de brasileiros, filhos de brasileiros que vivem fora do Brasil, que amam e querem representar bem o Brasil. Não é porque eles não tem chances ou talento para competir por outros países. As grandes potências mundiais têm representantes tanto nas Olimpíadas de Verão como nas Olimpíadas de Inverno. Existem também os atletas que vivem no Brasil, treinam duro e que são muito determinados apesar da diferença climática. Eu quero muito ver os esportes de inverno crescer no Brasil. Precisamos que os empresários brasileiros e estrangeiros  acreditem nos atletas e que nos ajudem com patrocínios.

Você gostaria de deixar alguma mensagem para os leitores do Surto Olímpico?

Eu quero agradecer a todos que deixaram na minha pagina “Isadora Williams-Brazilian Skater” mensagens lindas, de muito carinho e apoio. O atleta precisa deste apoio dos fãs. Obrigada pela torcida e saibam que para mim é uma honra representar bem o nosso país neste esporte tão lindo e que eu gosto tanto.
Ficamos todos na torcida por Isadora nas competições que vem por aí e, quem sabe, a sonhada vaga olímpica.
Aldeir Torres
Aldeir Torres

Obrigado por visita.

Nenhum comentário:

Postar um comentário