31 de ago de 2013

Aldeir Tôrres - Taça BH

Vasco bate o Vitória, quebra jejum e leva o tri da Taça BH de juniores
Jhon Cley passou por um curto período pelo time profissional do Vasco. De volta à base, foi o principal jogador na campanha do tricampeonato da Taça BH de Futebol Júnior, conquistado neste sábado após o triunfo por 1 a 0 sobre o Vitória, na Arena do Jacaré. O meia marcou o gol do jogo em cobrança de falta, no segundo tempo (assista no vídeo).

O Vasco já havia conquistado a competição - a segunda mais importante da categoria no país - em 1991 e 1992, ano em que também faturou a Copa São Paulo. Desde então, não ganhava um título de âmbito nacional. O ex-atacante Sorato, que completa um ano como treinador na semana que vem, comemorou sua primeira conquista na nova função.

A vitória sobre os baianos teve também importante participação de Jordi. O goleiro, salvo um escanteio cedido no fim do jogo em lance de excesso de confiança, defendeu um pênalti ainda no primeiro tempo e teve atuação segura, com boas saídas do gol, tanto pelo alto quanto em lances cara a cara com o adversário.

- Só Deus sabe o que passei. Joguei desde o começo com o adutor machucado, passei muito mal. É Vasco, é Vasco! - vibrou Jordi, esticando a camisa após o jogo.

Com o forte calor de Sete Lagoas, os times começaram a partida controlando mais a posse de bola e sem muita correria. Na primeira trama de sucesso do Vitória, aos 11 minutos, o zagueiro Alisson cortou a bola com a mão, e o árbitro Erik Giovanni da Silva marcou pênalti para o time baiano. Jordi defendeu uma cobrança pela quarta vez na competição (veja no vídeo abaixo).
Se ele salvou o Vasco na cobrança de pênalti e sobretudo em algumas bolas alçadas na área, o goleiro do Vitória trabalhou menos. Sua primeira defesa foi apenas depois da metade da primeira etapa, em boa jogada de Yago, que cruzou a bola na área.

Já no final do primeiro tempo, Mauri fez boa jogada pela esquerda e bateu forte, mas Jordi segurou bem e não deu rebote. No lance seguinte, o arqueiro saiu da área de carrinho e evitou o primeiro gol do Vitória.
A partida melhorou bastante depois que os times voltaram com mais velocidade para a segunda etapa, mas ambos seguiram pecando na hora de dar último passe e colocar o companheiro em boas condições de finalizar.
Jhon Cley, artilheiro do Vasco na Taça BH, fez boa jogada pelo meio da defesa e rolou para Yago, mas a defesa do Vitória afastou o perigo e evitou o gol. De tanto tentar, Jhon Cley abriu o placar. Ele cobrou falta com extrema habilidade, deslocando o goleiro Guilermo, e fez 1 a 0 Vasco. Foi seu sexto gol no torneio.

O Vitória tentou uma resposta rápida após o gol sofrido. Mauri correu com a bola e arriscou de longe, levando perigo ao gol defendido por Jordi. Na base do abafa, o time baiano teve uma grande chance em cobrança de falta, mas não aproveitou. Na sobra, Léo arriscou de fora da área, e Jordi espalmou para escanteio.

Comandado por Jhon Cley, o Vasco administrou muito bem o resultado e segurou a vitória, garantindo o tricampeonato para a equipe de São Januário.

O Vasco do técnico Sorato entrou em campo com Jordi, Eron, Alisson, Venício e Dieyson; Matheus Batista, Danilo, Jhon Cley e Guilherme Costa (Waldir); Yago (Lucas Toledo) e Talles.

O Vitória, treinado por Carlos Amadeu, teve Guillermo, Guilherme (Léo), Luis Vinícius, Josué e  Ramon (Carlos Jamisson); José Wellison, Alex (Erick), Mauri e  Wellington (Serafim); Marcone e Ágdon.
Aldeir Torres
Aldeir Torres

Obrigado por visita.

Nenhum comentário:

Postar um comentário